A Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica (SBCBM) – como entidade científica máxima no que se refere a Cirurgia Bariátrica e Metabólica no Brasil – vem a público esclarecer:

  • Considerando que a obesidade é fator de risco para as formas graves da Covid-19;
  • Considerando que a cirurgia bariátrica diminui em 48% o risco de mortalidade por Covid-19, diminui em 113% o risco de internação, diminui em 74% o risco de UTI e em 64% o risco de entubação;
  • Considerando que a cirurgia bariátrica melhora todos os fatores metabólicos, imunológicos e inflamatórios;
  • Considerando que existe um plano Nacional de Imunização com regras claras, bem estabelecidas e públicas;
  • Considerando que a SBCBM EM NENHUM MOMENTO fez campanha diferente do que já está definido no Plano Nacional de Imunização;
  • Considerando o grande número de solicitações de declaração de pacientes que realizaram a cirurgia bariátrica com propósito de obter a vacina contra a COVID-19;

Salientamos que:

  1. A decisão do Município do Rio de Janeiro de incluir os pacientes bariátricos operados foi uma decisão individualizada da Secretaria Municipal de Saúde deste Município.
  2. A cirurgia bariátrica não é fator de comprometimento da imunidade.
  3. A SBCBM no caso do Rio de Janeiro apenas disponibilizou o aplicativo do Barilife como documento comprobatório do paciente operado afim de facilitar o bom andamento do trabalho dos profissionais envolvidos no tratamento do paciente operado.

Orientamos que nossos membros sigam rigorosamente as orientações do PNI.

São Paulo, 27 de maio de 2021

Dr. Fábio Viegas
Presidente da Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica (SBCBM)

2007-2017 © Kaiser Clínica. Todos os direitos reservados.

Urgência:        (17) 3014-3121